In My Own Little Corner

Ontem à noite, eu falava com uma amiga. Comentávamos sobre o fato de eu ter um blog: uma conversa que para vocês pode parecer banal, contudo, entre nós foi surpreendente pelo fator que expliquei na página “Primeiras Impressões”, ou seja, eu nunca consegui continuar um blog. Fazê-lo ir para frente. E, bem, mesmo que ainda hajam poucos inscritos, já consegui dezesseis postagens e isso para mim é muito. Em tentativas anteriores, no máximo, haviam cinco postagens.

Durante o nosso papo, comentei com ela sobre a escolha do título “In My Own Little Corner”. Perguntei se seria válido escrever qualquer coisa a respeito dele. A resposta foi positiva, então, por essa razão estamos aqui. Vamos lá!

Algum de vocês já ouviu falar ou assistiu a versão de Cinderella de dois carinhas chamados Rogers&Hammerstein? Bem, um dia, não me lembro exatamente quando, eu vi que no SBT seria transmitida uma versão da Disney para esse musical. Uma criança de seis, sete ou oito anos de idade? Parecia o paraíso, combinar duas das suas coisas favoritas em uma só: Disney e musicais. E, até então, eu não sabia nada a respeito de quem seria a Cinderella e naquela época, nem fazia diferença. Hoje também não, embora muitos critiquem a voz da Brandy. Contudo, eu cresci com as versões dela das canções clássicas de Rogers&Hammerstein. Uma em particular.

1320995268

À essa altura, o que eu vou dizer agora pode parecer obsoleto, mas, fica… vai ter bolo! Enfim, In My Own Little Corner é uma música que, quando eu era pequena, não conseguia entender completamente. Afinal, eu só fui virar rata de livraria aos onze anos. Quando recebi minha carta de Hogwarts? De certa forma. O Hagrid não quebrou minha porta, nem nada disso. Até porque, meu primeiro livro da saga e da vida com mais de duzentas páginas, foi Harry Potter e o Enigma do Príncipe (o Hagrid já não invadia domicílios a essa altura do campeonato). Depois disso, foi livro atrás de livro e pelas barbas de Merlin, como eu dei prejuízo kkkk…

large2

Em todo caso, tempos depois, voltando a assistir a versão com a Brandy, e também mais adaptações do musical, percebi que nesse momento Cinderella e eu temos mais em comum do que eu imaginava. Essa passagem da produção visava explicar que, mesmo estando presa a madrasta malvada, a gata borralheira ainda possuía sua labareda de alegria e meios de viver seus sonhos e aventuras. Através dos livros… desde que ficasse em seu cantinho, na sua cadeirinha. Lá, ela poderia ser quem quisesse. Uma prima donna, uma princesa do Peru, uma garota que sabe flertar com todos os rapazes, uma caçadora… ela poderia ser todas as personagens que conhecera em seus livros.

Deste lado, também encontramos uma garota assim. Uma garota que, apesar de ter conseguido realizar um sonho, como Cinderella, durante muito tempo teve apenas o seu próprio cantinho e, ao invés de uma little chair, uma little shelf. Uma estantezinha onde suas preciosidades permaneciam enfileiradas para serem abertos e lidos e relidos por quantas vezes quisesse. E continua sendo assim. Sempre será assim.

Pois bem, é isso! Isso é In My Own Little Corner. Postagem pequenininha, mas que eu achei por bem fazer.

xoxo

Anúncios

6 comentários sobre “In My Own Little Corner

    • Carool!! Você veio me visitar!! *puxa ela pra mesinha e serve o chá e os bolinhos* Siiim!! A literatura é o primeiro lugar onde se começa a viajar. Pelo menos foi assim comigo. Antes de querer desesperadamente ir a Londres, eu li Sherlock Holmes. Haha! A madrasta é mal compreendida! No fundo ela fez o melhor pela Cindy hahahaha obrigada pela visitinha!! Beijos!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s