a piece of my mind

Nós Somos as Crystal Gems

Tem se tornado o sentimento comum entre a presente geração acreditar que crescemos com os melhores contos animados para a televisão; que por não termos passado pela febre ensandecida da Peppa Pig ou da Galinha Pintadinha, mas pelas manhãs com Disney Cruj e tardes com Animes, obtivemos algum tipo diferente de percepção sobre o mundo ou mesmo alguns valores que o permeiam. Neste último caso, podemos citar especialmente o exemplo de Animes, tais quais, Digimon, Dragon Ball, Fullmetal Alchemist; todos com sua própria moral.

Cada qual com aquele desenho ou história que o marcou mais. No meu caso, foi Avatar: a lenda de Aang. Uma animação do canal Nickelodeon e que, apesar dos primeiros episódios leves, logo demonstrou a que veio, ao começar de pronto a explorar o passado e personalidade de seus personagens. Criando, assim, um dos melhores shows e nomes que jamais serão esquecidos. Bem como uma charmosa tradição de pai e filha: assistir todas as temporadas no fim do ano.

Por muito tempo, uma animação não me prendia ou me “falava” tanto quanto Avatar. Entretanto, dizer que nada mais é tão grandioso ou virá para as próximas gerações, seria pretensão e, ademais, burrice. Afinal, esta é a era de Hora de Aventura. É correto afirmar que as animações atuais adquiriram maior liberdade para explorar criatividade, o que, em consequência possivelmente gera um novo conceito de diversidade. Novas gerações se aproximam, de forma que é apenas natural que aquilo que ajudará na sua educação humana, como ajudou na nossa, siga os padrões, ou melhor, o mundo que os acompanha.

Foi nessa linha de pensamentos e por recomendação de uma amiga, das antigas, aquele anjo que conhece o ser humaninho aqui e que já sabia que a sementinha, uma vez plantada, ia florescer feliz, enfim, foi assim que me envolvi com Steven Universo. Envolver mesmo! De não querer fazer mais nada além de assistir episódios, ouvir a trilha sonora, saber tudo a respeito desse universo animado. Talvez, esteja querendo arrastar mais pessoas comigo na minha loucura, mas, é dia das crianças, vamos todos nos voltar com o olhar maravilhado para o show de cores e diversidade que é Steven Universo.

Steven Universe  é uma série de desenho animado norte-americana criada por Rebecca Sugar, cartoonista da Cartoon Network, ex-artista de storyboard, escritora e compositora de Hora de Aventura. Produzida pelo Cartoon Network Studios, essa foi a primeira série do Cartoon Network Studios a ser criada por uma mulher. Estreou a 4 de novembro de 2013 no Cartoon Network dos Estados Unidos, 7 de abril de 2014 no Cartoon Network do Brasil. É uma história coming-of-age em animação que conta a história de Steven, um jovem rapaz de 14 anos de idade que é membro das Crystal Gems, uma equipa de guardiãs humanóides extraterrestres mágicas que protegem a Terra de ameaças com a ajuda dos poderes da sua jóia presente numa parte do corpo.

O Steven vive na cidade fictícia de Beach City com as Crystal Gems: Garnet, Ametista e Pérola. Ele acompanha as Gems nas suas aventuras e ajuda-as a proteger o planeta Terra.

O que tornou este show tão especial para mim, após menos de cem episódios, foi a forma majestosa com a qual aborda assuntos referentes ao mundo adulto e infantil, conseguindo passar mensagens poderosas através de simbolismos aparentemente inocentes aos olhos dos pequenos, mas profundos a nós que conseguimos captar a metáfora. Mensagens referentes a amor, solidão, relacionamentos, estupro, até mesmo sexo que, na minha leitura, encontra representação na ideia da fusão: quando duas Crystal Gems se unem – por vontade própria – a fim de criarem um “novo ser” mais poderoso.

Temos também personagens extremamente ecléticas e fora do padrão, mesmo quando estão tentando seguir um padrão. Você poderia pensar que Garnet é a típica caladona misteriosa, mas daí BAM! Ela se mostra completamente engraçada, cativante, amorosa e compreensiva. Pode, à primeira vista, acreditar que a Pérola é a Mônica das Crystal e que só se importa em estar certa, no que é sensato e em manter tudo lindo e arrumado, e de repente BAM! Ela é um dos personagens mais trágicos e que provavelmente vai te arrancar mais lágrimas de todos nós. E a Ametista poderia ser só uma garota com um grande apetite e senso de humor, mas, seus fantasmas internos e inseguranças a tornam extremamente humana e viva. Steven parece ser um garotinho normal: inocente, ingênuo, esperançoso, disposto a olhar para o melhor da situação, ainda que com olhos infantis, mas então, por um momento, se torna a consciência e, talvez, o mais maduro do grupo.

Resultado de imagem para steven universe gif
Você não pode deixar uma experiência ruim tirar isso de você

É um show que apresenta muita vida e personalidade, com certeza uma recomendação eterna e outro que, se tudo der certo e eu conseguir viciar meu pai, vai se tornar outra tradição de família. Fica a minha sincera dica a vocês.

Nós somos as Crystal Gems, nós sempre salvamos o dia. Não pense que não podemos, abaixo à covardia. E é por isso que todo mundo sempre acredita na Garnet, na Ametista, na Pérola e no STEVEN!!

xoxo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s