É Melhor Não Olhar

Gostaria de começar esse post pedindo para que vocês:

Não seguirão meu conselho? Pois muito bem, espero até o final deste post conseguir nada mais do que explicar todos os livros pelos quais vocês não devem, em hipótese NENHUMA, ler sobre a vida dos irmãos Baudelaire. Afinal, se você gosta de histórias com finais felizes, em que os mocinhos sempre triunfarão sobre o mal ao final do dia, certamente não deve ler este livro, mas sim aquele outro… como era mesmo o nome? Ah sim, “O Menorzinho dos Elfos”. Eu recomendo mil vezes mais que você vá ler este livro e desista completamente da empreitada de acompanhar as desventuras dos Baudelaire. Violet, Klaus e Sunny. Quer dizer, quem em sã consciência gostaria de ler sobre…

Uma menina de 14 anos com grandes habilidades de inventora, um garoto de 12 anos com um gosto voraz para leitura detentor de grande capacidade para resolver enigmas e memorizar fatos, uma bebê com valiosos dentes capazes de triturar qualquer superfície dura a que tiverem acesso e também, no futuro a serem revelados, dotes culinários. Não. Realmente estas não são as pessoas sobre as quais gostaríamos de ler. Principalmente após terem suas vidas arrasadas por um incêndio que lhes custaria os pais e também o lar… de que nos importa tais infortúnios? Um agente de banco, Sr. Poe, indiferente, apático as mandou morar com um homem pérfido e inescrupuloso que, apesar de ter sido desmascarado, continua a perseguir os meninos por treze livros, colocando-os nas mais detestáveis situações? O que temos com isso? Não é problema nosso.

large

O senhor Lemony Snicket passou muito tempo pesquisando e catalogando fatos a respeito destes acontecimentos, como recorrentemente insiste em nos lembrar, mas isso não quer dizer que devamos nos interessar, não é? Não quer dizer que devem ou merecem ser lidos. Ele brincou com a sua inteligência parecendo criar uma fórmula durante os seis primeiros livros, inserindo pequenas dicas aqui e ali indicando que tudo se trata de algo muito maior, e depois reviravoltar para estrondosos definidores de caráter tanto para nossos heróis quanto para nossos vilões? Aff… nem um pouco interessante. Gosto de livros com personagens previsíveis e sem nenhum mistério. São os melhores não é mesmo? Do que me importa descobrir o significado de C.S.C, qual a real ligação entre Lemony e a famosa Beatrice, qual a motivação do Conde Olaf, o que é e o que está dentro do maldito açucareiro? Os Quagmire estão vivos? Eles se reencontraram com os Baudelaire? Não. Não preciso saber de nada disso. É inteiramente dispensável.

Ah, e sentimento. Quem precisa disso? Eu não gosto de livros que me fazem criar tamanho vínculo com as personagens ao ponto de me acabar em lágrimas quando, talvez, só uma hipótese, estão na cadeia em pleno aniversário de um deles. Não. Isso nunca aconteceria, porque livros construídos para catarse entre leitor e personagem são os PIORES. Pessoas presentes nas histórias de seus livros não deveriam ser interessantes… relatos sobre corações partidos, o crescer forçado de uma criança fora de sua zona de conforto, não não, “O Menorzinho dos Elfos” com certeza é a melhor pedida. A constante provocação para certas hipóteses e a falta de respostas concretas que nos levam a raciocinar e nos envolver ativamente na história, não, BORING.

Pessoas nobres são sempre os mocinhos. Vilões são sempre os piores exemplos de espécimes a cruzar a terra. É assim e ninguém deve cometer a audácia de lançar um outro olhar a respeito. Nós gostamos de preto e branco. Bom é bom, mau é mau. Um meio termo é tão impossível de ser alcançado, nem sei porque as pessoas ainda tentam. Quem gostaria de ler sobre personagens humanos luz e trevas dentro de si… detestável! É BEM melhor não olhar… pessoas puras, recatadas e do lar como vocês sequer deveriam estar se dando ao trabalho de completar a leitura desta resenha. E eu sinto muito por você que… embora receba estas palavras, ainda assim irá desafiá-las e abrir estes livros… sinto do fundo do meu coração… você não merece conhecer tantos infortúnios, quando poderia estar satisfeito com histórias cheias de finais felizes…

E bem, se também ousar olhar acreditando que vai encontrar um final feliz…

IMG_5375.JPG

O mundo aqui é sereno.

Lemony Snicket à parte, leiam!!!!

xoxo

Anúncios